Outorgadas delegações do último concurso realizado pelo TJDFT

0 Comentários

O Presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJ/DFT), desembargador Getúlio de Moraes Oliveira, outorgou delegação para o exercício das atribuições a nove notários e registradores aprovados em concurso público. A cerimônia foi realizada na tarde desta quinta-feira, 30 de julho, no Palácio da Justiça, e contou, também, com a presença do Corregedor de Justiça do DF, desembargador Romeu Gonzaga Neiva, do Presidente da Associação dos Magistrados do DF e Territórios (Amagis/DF), desembargador Sebastião Coelho da Silva, e do Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional DF, Ibaneis Rocha.
 
Em seu discurso, o Presidente do TJ/DFT lembrou que, em algumas situações excepcionais, o ser humano é até capaz de nascer, crescer, viver e mesmo morrer sem algum relacionamento com a Justiça, mas que viver sem relacionar-se com notário e registrador, isso não é possível. Quando o indivíduo nasce, ele já tem seu registro, e também quando morre, explicou. O Corregedor de Justiça do DF na saudação que fez aos delegatários, enfatizou o orgulho que o Distrito Federal tem por haver iniciado e terminado, com toda a segurança, o concurso de delegação.
 
Foram concedidas as seguintes outorgas: 1º Ofício de Notas, Registro Civil, Títulos e Documentos, Protesto de Títulos e Pessoas Jurídicas do Núcleo Bandeirante a Hercules Alexandre da Costa Benicio;  7º Ofício de Registro Civil, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas de Ceilândia a Cesar Vieira de Rezende; 3º Ofício de Registro Civil, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas do Paranoá a Frederico Henrique Viegas de Lima;  9º Ofício de Notas e Protestos de Títulos do Gama a Fabiana Perillo de Faria; 2º Ofício de Notas, Registro Civil, Títulos e Documentos, Protesto de Títulos e Pessoas Jurídicas do DF (Sobradinho) a Geraldo Felipe de Souto Silva; 5º Ofício de Registro Civil, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas de Taguatinga a Raphael Abs Musa Lemos; 7º Ofício de Notas de Samambaia a Pablo Henrique Borges; 8º Ofício de Registro de Imóveis do Distrito Federal a Fernanda Loures de Oliveira; 8º Ofício de Registro Civil, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas de Sobradinho a Marcus Vinicius Alves Porto.
 
Ao encerrar a cerimônia, o Presidente do TJ/DFT, dirigindo-se aos novos notários e registradores, ressaltou:  “O que lhes é atribuído é a garantia da  fides publica, que é a fé pública, e ninguém recebe uma delegação de tal porte a não ser os delegatários de serviços notariais e de registros. Isso é uma garantia para a sociedade. Desejo-lhes tudo de bom e sucesso, que suas serventias sejam adequadamente organizadas e sejam felizes naquilo pelo que optaram. Desejo que a sociedade do Distrito Federal também encontre nas pessoas de vocês, agora detentores do título que lhes foi outorgado, toda a fé, toda transparência e toda a garantia possível.”
Fonte: TJ/DFT